Uma pessoa cega ou com baixa visão procura "ver" através dos outros sentidos, como consideramos importante explorar as suas sensações representadas em imagem, neste projeto trabalhamos a descrição dessas imagens com elementos provenientes dos sentidos e encontrados nos movimentos artísticos, proporcionando às pessoas com deficiência visual a oportunidade da construção de uma imagem, caminhando assim para o objectivo de democratizar a arte.

Pretendemos trabalhar no âmbito das artes visuais e produzir recursos que permitam a universalização do método, através da construção de processos documentados com a componente descritiva dos movimentos estudados e do método de trabalho adquirido. A concretização desta intervenção junto dos participantes inicia-se na tomada de imagens sobre o tema debatido e finaliza-se na impressão das imagens em suporte táctil e da sua áudio-descrição ao toque, possibilitando a descrição da zona da imagem que se encontra a ser tacteada. Com o recurso a esta tecnologia (sistema capacitivo de sensor de toque e auscultadores, tecnologia que possibilita o toque capacitivo para ativar a reprodução de áudio), pretendemos criar condições para a existência de um contacto autónomo com os produtos artísticos, possibilitando ao leitor da imagem uma análise da obra construída.